Publicado por: Amanda Paz | 26 de abril de 2011

TV: vilã ou mocinha?

 

Não é incrível que, com a tecnologia sendo desenvolvida em uma velocidade tão rápida, esse aparelhinho criado na década de 20 ainda continue tão entranhado em nosso dia-a-dia, mesmo com uma programação cada dia mais volátil? Seria a TV uma invenção diabólica, que nos aliena e nos torna reféns de uma falsa realidade ou uma criação inspirada, que nos proporciona momentos mágicos e inesquecíveis? difícil dizer. Eu mesma mantenho uma relação de amor e ódio com esse aparelhinho.

O problema não é o aparelho em si, mas o que colocam nele e o modo com que consumimos essa programação, especialmente quando pensamos em nossas crianças. Alguns estudos dão conta de que a exposição abusiva de crianças à TV está diretamente relacionada a transtornos de conduta, como ausência de respeito às normas sociais estabelecidas e desinteresse quanto aos sentimentos alheios.  Além disso, a pessoa pode se expor mais às situações de perigo e diminuir o interesse em manter relacionamentos sociais. Foram verificados também maiores taxas de distúrbios do sono e de problemas emocionais relacionados à presença da TV nos quartos de dormir. A Academia Americana de Pediatria recomenda que a exposição diária à televisão (TV) seja inferior a uma ou duas horas, para as crianças com idade superior a 2 anos. Da mesma forma, sugere que o quarto de dormir não possua aparelho televisivo. (Fonte: PEDIATRICS 2007/Bibliomed).

No entanto, seguindo a orientação de especialistas e tendo a mediação dos pais ou de adultos responsáveis, a TV pode ter uma participação positiva  na vida da criança. Sempre lembrando da necessidade e importância de se oferecer várias alternativas de entretenimento aos pequenos, como brincadeiras com outras crianças, leitura, passeios, jogos, atividades artísticas, etc.

A seleção da programação é outro ponto que precisa ser muito bem escolhido pelos pais. Difícil. Em se tratando de TV aberta, as opções são escassas. Mesmo para os adultos.  E não me refiro apenas a programas educativos não. Não sei se estou sendo muito romântica, mas vocês conseguem sentir saudades do que estava no ar há dois anos, por exemplo (aliás, você se lembra do que esteve no ar no ano passado???). Pois eu sinto saudades da TV da minha infância. E olha que havia somente um canal para assistir e tantas aventuras lá fora dividindo espaço com ela. Mesmo assim, de vez em quando ela me pegava de jeito e, quando dava por mim, lá estava eu olhando fixamente para a tela.

Não éramos uma família de muitas posses. Havia apenas uma TV (de válvula e sem controle remoto) para cinco pessoas com interesses distintos. O que facilitava é que também não havia muitas opções de programação. Morávamos em uma vila erguida no meio da floresta, em Carajás, no sudeste do Pará. E lá, só havia um canal de televisão acessível. Somente cinco anos depois, quando nos mudamos para Manaus, é que eu soube que havia, de verdade, outras emissoras igualmente fantásticas (antes eu achava que era conversa fiada dos adultos). E quando eu descobri a TV Educativa e a TV Cultura, nossa, imaginei que o paraíso poderia ser ali.

Durante uns bons anos eu ainda consegui sentir atração pela programação de TV. Hoje, muito menos. São pouquíssimos os programas que conseguem despertar, em mim, as mesmas emoções dantes. Mas eles estão aí. A maioria deles ainda na Cultura. Tentei a TV paga, mas também não obtive sucesso. É quase tudo tão igual e previsível. Mas eis que surge o Youtube e a magia acontece: lá estão os programas fascinantes à minha disposição outra vez. E como eu não sou de ferro, vou cair na mesmice de listar aqui as maravilhas televisivas da minha infância perdida:

Anos 80:

Heidi

Heidi

Heidi é uma história sobre a vida de uma menina órfã da Suíça escrita como livro infantil em 1880 pela escritora suíça Johanna Spyri. Fez tanto sucesso, que virou desenho animado.

Snoopy e sua turma

Snoopy e sua turma

Charlie Brown e Snoopy: Desenho animado adaptado das tirinhas criadas por Charles Schulz. O contraste entre o cãozinho  sonhador Snoopy e a dura realidade enfrentada pelo seu dono Charlie Brown é o centro da filosofia e humor da série.

 

Daniel Azulay e a Turma do Lambe Lambe

Daniel Azulay e a Turma do Lambe Lambe:  Criada na década de 70, a Turma do Lambe Lambe esteve no ar durante 10 anos, primeiro na antiga TVE e depois na Rede Bandeirantes, sempre apresentada por Daniel Azulay, que mostrou o mundo do desenho e da arte para milhares de crianças em todo o Brasil. Na década de 80 virou gibi, pela editora Abril.

As aventuras do Pequeno Príncipe

As aventuras do Pequeno Príncipe

As aventuras do Pequeno Príncipe: Desenho animado adaptado do livro de A.Saint-Exupery.

A turma do Balão Mágico
A turma do Balão Mágico

A turma do Balão Mágico: Inicialmente era uma banda musical, que virou programa em 1983. Parou de ser exibido em 1986. 

 
Plunct, Plact, Zum
 
Pirlimpimpim
 
Arca de Noé
Arca de Noé
 
Especiais Musicais infantis da Rede Globo:  Arca de Noé I e II (198o e 1981); Pirlimpimpim (1982); Plunct, Plact Zum (1983)
 
 
 
Sítio do Pica-pau-amarelo
 
Sítio do Pica-Pau-Amarelo: Adaptado da obra de Monteiro Lobato, o programa foi produzido pela Rede Globo nos anos de 1977 até 1986. Mais tarde, em 2000, houve um remake do programa.
 

Desenhos Animados dos Anos 80
 
Caverna do Dragão
 
Dungeons & Dragons (Caverna do Dragão): série de animação  co-produzida pela Marvel Productions, TSR e Toei Animation. Baseada no RPG homônimo, possui 27 episódios e três temporadas, transmitidos originalmente entre os anos de 1983 e 1986 pela rede norte-americana de televisão CBS. Foi transmitida no Brasil pela Rede Globo nos anos 80 e ocasionalmente é ainda exibida pela emissora.
 
Jem Cast e As Hologramas/ A turma da pesada
 
Jem Cast e As Hologramas: A série é de 1985 e teve iniciativa da MTV norte-americana juntamente com a idéia de Robert W. Pittman. Passou no Brasil na programação matutina do SBT
A turma da pesada: Estreou no Brasil em 1988, na Rede Globo.
 
 Heróis dos Anos 80
 
Heróis da época: Os superamigos (são de 73, mas o desenho era exibido na década de 80 também); She-ra e seu irmão He-man; Thundercats.
 
 
Clássicos dos Anos 80
Clássicos dos Anos 8o
 
Filmes Infantis que se tornaram clássicos: Os Caça-Fantasmas (1984); O menino que falava com fantasmas (1971, mas passava na Sessão da Tarde); Os Goonies (1985); Conta comigo (1986); De volta para o futuro (1985); O Pequeno Príncipe (1974, também na Sessão da Tarde); A caravana da Coragem (1984); A fantástica fábrica de chocolate (1971, na Sessão da Tarde).
 
 
Clássicos do Terror, Anos 80
 
Clássicos do Terror: Era o que havia de mais horripilante, na época. Poltergeist (1982); Hellraiser (1987); O exorcista (1973, pela Sessão da Tarde); Show de Horrores (Creepshow,1982); Não Adormeça (Don’t go to sleep, 1982).
 
 
Aventuras inesquecíveis
 
Aventuras inesquecíveis: A lenda (1985); Quando as metralhadoras cospem (pela Sessão da Tarde, 1976); Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984); Gotcha (1985); A lenda de Billie Jean (1985); Tudo por uma esmeralda (1984).
 
 
Comédias Impagáveis dos Anos 80
 
Comédias impagáveis e sem apelação: Cegos, Surdos e Loucos (1989); Apertem o cinto, o piloto sumiu (1980); Corra que a polícia vem aí (1988); Férias Frustradas (1983).
 
 
Curtindo a vida adoidado (1986)
 
Curtindo a vida adoidado (1986): Esse filme marcou a geração oitentinha. Quem não se empolgou ao som de Twist and Shout, cantada pelo enlouquecido Ferris Bueller?????
 
Filmes com Os Trapalhões
 
Os Trapalhões: Eles aprontavam todas no programa de TV, mas o que eu adorava mesmo era assistí-los nas telonas. Os filmes mais originais e brasileiríssimos que já foram feitos por aqui. Saudades.
 
 
Chico Anysio Show
 
Chico Anysio Show: Programa exibido na Rede Globo de 04/03/1982 a 02/08/1990. Um dos personagens que eu mais gostava era do pastor Tim Tones e do Pai-de-Santo Painho. Chico era e sempre será um gênio do humor.
 
Armação Ilimitada
 
Armação Ilimitada: foi um seriado brasileiro, voltado para o público adolescente da Rede Globo, exibido às sextas-feira, entre 1985 e 1988.
 
Anos 90:
 
Desenhos animados dos Anos 90
 
 Não se comparam aos desenhos dos anos 80, mas alguns eram especiais, como Cavalo de Fogo, Duck Tales, Coragem-o cão covarde, O fantástico mundo de Bobby, Os Simpsons, X-Man.
 
Doug Funny
 
Doug Funny: Série americana exibida de 1991 a 1995, inicialmente, na TV Cultura e, posteriormente, no SBT e Band. Milhares de crianças pelo mundo colocaram o nome de seus cachorrinhos de Costelinha, graças ao desenho. Eu fui uma delas. Hehe.
 
 

 O Mundo de Beakman

 O Mundo de Beakman: O melhor programa educativo de todos os tempos, na minha opinião. Muito popular por tornar a ciência divertida, a série foi transmitida no Brasil pela TV Cultura, entre 1994 e 2002, com uma breve passagem pela Rede Record, no programa Agente G em 1997. Eu não perdia um episódio. Quem nunca sonhou em ter, na escola, um professor como o Beakman??

South Park

South Park: criada por Trey Parker e Matt Stone. Destinado ao público adulto, o programa tornou-se infame por seu humor negro, cruel, surreal e satírico que abrange uma série de assuntos. A narrativa padrão gira em torno de quatro crianças— Stan Marsh, Kyle broflovski, Eric Cartman eKenny McCormick—e suas aventuras bizarras na cidade-título do programa. Foi exibido no Brasil, pela 1ª vez, em 1998, pelo Multishow e, mais tarde, pela MTV.

Os Pequeninos

Os Pequeninos: Série exibida pela TV Cultura. Adaptada do livro de Mary Norton. Uma família de quatro pessoas minúsculas vive das sobras dos “gigantes” que moram em uma velha mansão, o casal Joe e Victoria Lender (Aden Gillett e Doon Mackichan), e seu filho Peter (Bradley Pierce).

 

O mundo da Lua

O mundo da Lua:  Toda vez que a sua família o contrariava, Lucas ia para o seu quarto e começava a viagem “Alô..alô…Aqui é  Lucas Silva e Silva, falando diretamente do mundo da lua…” TV Cultura.

About these ads

Responses

  1. Oi.
    Adorei rever os principais programas de minha época de infância,muito legal.
    post divulgado na Teia.
    Até mais

  2. O mundo da Lua é um clássico! Não perdia um episódio; assim como Doug. (Eu sempre quis ter um cachorro igual ao Costelinha HAHA. Aproveitando, vou falar sobre Heidi; há algum tempo minha mãe falou sobre este desenho, mas até então eu não conhecia. É incrível como no passado os desenhos eram simples e prendiam as crianças. Nostalgia total aqui!

    • Oi Rubi, esqueci de dizer: se você tiver um banner de seu blog, me passa o código que eu indexo ao meu.

  3. Sítio Pica Pau Amarelo, O Mundo da Lua, Mundo de Beakman, Doug e Charlie Brown assistias sempre!!
    Um sonho!

    Os anos 80 foi um dos mais divertidos para o terror!

    Adorei a Nostalgia!

    ;D

    • Oi Karla,

      Concordo com você. Aliás tem até uma frase que eu costumo falar sempre: “Morda-se de inveja porque eu fui criança nos anos 80″….rs. Pode ter sido um ano tenebroso para a moda, mas em questão de entretenimento e diversão…foi o que teve de melhor. Não é pra menos que Cindy Lauper fez tanto sucesso com sua música “Girls just want to have fun”.
      Obrigada pela visita.
      Ah! e se você tiver um banner de seu blog, me passa o código que eu indexo ao meu.
      Beijos.

  4. muito boom seu site parabéns (:

  5. Nossa viajei no tempo era muito legal a programação desta epoca,
    hoje os programas não tem o intusiasmo que tinha e as crianças se divertia na frente de televisão que saldades de tudo aquilo.

    • Pois é Beto, eu também acho. Havia mais programas infantis. A gente demorava mais tempo para descobrir que o Papai Noel era, na realidade, nossos próprios pais. Hoje as crianças deixam de acreditar na magia cada vez mais cedo. E eu me pergunto para que tanta pressa em crescer. A infância é uma época tão curta. A gente deveria curti-la o máximo possível. Eu, pelo menos, sei que aproveitei a minha. Demais da conta.

  6. Excelente site… viajei no tempo que saudades do passado… Parabéns!

    • Olá Henrique, que bom que pude ajudar você a matar essas saudades. Esse post também foi uma viagem no tempo para mim. Adorei escrevê-lo. E adorei mais ainda receber sua visita. Um grande abraço, amigo.

  7. Nossa adorei !!!

  8. amei!!

  9. Os pequeninos o titulo original é “the borrowers” uma minissérie de 1992 que passava na tv cultura nos anos 90

    • Olá Isaac…ah! como eu adorava este programa. Obrigada por recordar conosco.
      Volte sempre.
      Abraços!!!!

  10. NOSSA ,FIKEI EMOCIONADO VISITANDO ESSE BLOG ,RELEMBREI DE SITUAÇOES JÁ ESQUECIDAS DA MINHA INFÂNCIA . PARABÉNS PELO BLOG É LINDO ..VOU DIVULGA-LO O MAXIMO POSSÍVEL.
    AH DETALHE ..TIVE A IDEIA DE POSTAR UM ALBÚM DE DESENHOS ANIMADOS DA MINHA INFÂNCIA E ACABEI CHEGANDO AKI POR COINCIDENCIA..RSRRS

  11. NOSSA ,FIKEI EMOCIONADO VISITANDO ESSE BLOG ,RELEMBREI DE SITUAÇOES JÁ ESQUECIDAS DA MINHA INFÂNCIA . PARABÉNS PELO BLOG É LINDO ..VOU DIVULGA-LO O MAXIMO POSSÍVEL.
    AH DETALHE ..TIVE A IDEIA DE POSTAR UM ALBÚM DE DESENHOS ANIMADOS DA MINHA INFÂNCIA E ACABEI CHEGANDO AKI POR COINCIDENCIA..RSRRS

    • Olá Thiago,

      Que prazer receber sua visita. Fico muito feliz em provocar tantos sentimentos bons nos meus leitores. Que bom saber que você teve uma infância feliz. As pessoas precisam exercitar mais recordações como estas. aposto que aprenderiam muito com a criança que um dia já foram.

      Muito obrigada pela presença e por seu comentário.

      Volte sempre!
      Amanda Paz

  12. NOSSAAAAAAA!! ADOREIII

    Que nostalgia!!!!!!!! só faltou contos de fada!!! adorava!!!!!!!!!

    adorei!!!parabéns!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: