Publicado por: Amanda Paz | 24 de dezembro de 2009

***O ESPÍRITO DOS NATAIS PASSADOS***

 

 

Não importa quanto tempo passe, há sempre aquele natal especial que nunca sai da memória. O meu aconteceu em 1990 na cidade de Manaus, quando eu tinha 13 anos.

Naquele ano, a festa foi em nossa casa. Havia torta de Farinha Láctea de sobremesa e E.T, o extraterrestre na rede Globo (ainda não havia O Grinch – meu filme de natal favorito). Meus amigos e eu brincávamos com os presentes que a firma em que nossos pais trabalhavam nos deu. Naquele ano eu ganhei o jogo Cara-a-Cara. Também lembro de brincarmos de ping-pong na varanda.  Papai cochilava na salinha de t.v. Minha mãe conversava com as amigas na copa. Antes de tudo, porém, houve a missa na igrejinha da vila.

O natal sempre foi minha festa preferida. E não era por causa dos presentes não – porque para a gente se divertir naqueles tempos, não precisava muito. Acho que o motivo era o fato de eu ainda acreditar plenamente na fantasia toda, na magia toda: de encontrar beleza nas bolinhas de vidro guardadas como jóias, embaladas em papel de seda ano após ano (caro que algumas quebravam-se pelo caminho); de montar o presépio; de passar horas escrevendo mensagens carinhosas nos cartões para os avós e amigos; de contar os dias na folhinha; de vestir roupa nova; de ir de casa em casa especular o que estavam preparando; de assistir a filmes de natal; de poder ir dormir mais tarde; de não haver broncas e castigos; de ter acabado de começar as férias da escola. Enfim, era tudo tão significante, tudo era tão intenso – mesmo já tendo descoberto há muito tempo que o papai noel era, no final das contas, meu pai mesmo. A magia estava lá. Não é como hoje.

         O natal ainda continua sendo minha festa preferida. Mas, por mais que eu tente, por mais que eu queira, não consigo encontrar o espírito dos natais passados. Acho que ele ficou para trás junto com a inocência, o que é uma pena.  Ainda assim, eu me esforço para trazê-lo de volta. E as minhas lembranças mantêm a esperança acesa, assim como os rituais que teimo em repetir, ano após ano, mesmo correndo o risco de parecer uma tola sentimental ou saudosista. E por falar nisso, enquanto escrevo este post, estou ouvindo canções de natal, que baixei da Internet. As mesmas músicas daqueles tempos. Pois é, muitas coisas mudam. Outras permanecem exatamente iguais. E isso não é ótimo?

Feliz natal a todos!!!

Anúncios

Responses

  1. Oiieee!!
    tudo bem??

    Vi o seu blog na comunidade do Blogspot & WordPress no Orkut e gostei bastante! ^^

    Sorte e sucesso para você!

    Convido-te para passar no meu também:
    http://www.glamourfeminino.blogspot.com

    Beijão!

  2. Ai que emocionante você recordando o seu natal de 1990 *.*
    Foi o ano em que eu nasci… Não me recordo, pois eu só tinha 2 meses de idade… rs… Mas creio que deva ter sido o primeiro Natal em “família” os meus pais (sou a filha mais velha). Deve ter sido muito especial para ele! =)

    Gostei bastante das imagens!
    também gosto dos filmes E.T. e Grinch! hehehehe

    Sucesso para você!
    Beijão!

    • Oi Renatinha. Que prazer ler sua mensagem. Não é bacana quando conseguimos fazer com que nossas lembranças possam levar esse tipo de emoção a alguém? pois é justamente essa a minha proposta: a valorização e o compartilhamento de nossas lembranças. O melhor de tudo é que, outra pessoa pode falar a vc sobre essa mesma época, só que com outros olhares para seu próprio passado. Delícia!!!! espero ter contaminado vc. O que está esperando? saia por aí contando sobre suas vivências….ande…ande…ande….

      Bjs.

  3. Oi Amanda,

    a inocência é algo não deveríamos perder. Sem ela parece que a magia se perde, ficamos presos a convenções e padrões. Pensamos, pensams e/ou racionalizamos demais e perdemos os detalhes. Talvez a solução seja deixar nosso coração falar mais alto.

    Bju

    Paulo

    • Oi meu amigo Paulo.

      Você disse tudo. No entanto, mesmo sabendo disso, não é fácil manter a magia acesa. Eu faço o possível. Ter crianças em casa ajuda um pouco. Pena que por aqui não há nenhuma ainda…rs.

      Abraços e obrigada pela linda mensagem.
      Uma ótima semana para você.

  4. Que meiga lembrança… Assim como tudo em você!

    É, minha Wendy, as coisas mudam. As pessoas mudam…

    Infelizmente, o espírito que você busca se perdeu nas tormentas da insensibilidade humana e isso é muito triste. Os cheiros nunca mais serão os mesmos, o ar não é mais leve, o céu nem tem mais tantas estrelas.

    E mesmo assim, com toda a mudança, o aprisionamento do belo e puro, com toda a limitação, ainda assim, tudo está lá!

    Não importa que seja apenas na memória ou no coração, pois enfim, não é isso que conta? Por mais que queiramos reviver momentos mágicos, sabemos que eles não serão recorrentes; por isso os carregaremos sempre conosco, pois assim deve ser

    A mágica toda é fazer como você está fazendo, minha Feiticeira: Guardar o bom e especial, sabendo que é único! Pois quanto mais digno de saudade e ímpar parecer, mais valor terá, como um grande tesouro que carregamos em nossa alma e que mostramos apenas aos que se fizerem merecedores de ver tamanha beleza e riqueza.

    Quer algo mais especial?

    Não podemos ter eternamente o ontem, mas nada nos impede de eternizá-lo!

    Um beijo em sua aura e em seu coração, meu Anjo!

  5. Olá meu terno amigo Cigano,

    Suas palavras são tocantes e consoladoras.

    Apesar de não viver do passado, nenhuma época me torna mais saudosista do que esta. Infelizmente, não consigo evitar uma pontinha de melancolia que insiste em aparecer durante as festas de final de ano. Quem sabe não seja o eterno medo da obrigação de “crescer” a cada ano que passa (meu aniversário é em janeiro…rs)?

    Seja como for, eu vou seguindo com meus rituais bobos, no afã de afastar as tristezas e resgatar as boas lembranças.

    Que bom poder ter amigos como você, compreensivo, adorável, especial. Sua doce presença sempre me fará sorrir.

    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: